sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

SÓ AS ORIGINAIS

Dia desses fui pro chat uol divulgar a página. "Travesti Escritora" de nick, a mesma ladainha pra todo mundo que me importunava perguntando escritora de quê: adoro um programinha sapeca e depois escrever um relato no blog contando tudinho (e lá vai trecho escolhido a dedo, mais link, o povo babando!). Era pra ser divulgação, mas alguns acho que começaram a empolgar e saíram os primeiros 'telefone?, tem foto?, qtos cm?, faz oq?', a porcariada que todas conhecemos bem. Alguns queriam que eu começasse ali mesmo o relato, talvez pra se acabarem sozinhos e eu ficar na mão (ou o contrário talvez): pra esses eu só dizia que era boa com as palavras mas incapaz de imaginar oqquerqfosse -- só vivendo pra saber, amor, vamovamo? Nada. Era uma experiência nova essa, atrair clientela através da promessa do conto, já que os q eu costumo atender nem imaginam as histórias correndo a internet.

O mais interessante foi um que surgiu dizendo que me daria R$160,00 pra gente fazer gostoso, sem grilos, e dps eu dar uma surra de havaianas nele... 'olha, a surra eu dou até de graça [imagina a graça, marmanjo levando chinelada imóvel e ai se der um pio!], maaaaas eu só tenho ipanema'. Ele pediu foto, eu mandei, ele se mandou. Mrrrrda, e eu achando que chinela era tudo igual!

Nenhum comentário:

Postar um comentário